BEM BRASIL
BEM BRASIL
Postado em: 21/06/2022 - 15:44 Última atualização: 22/06/2022 - 07:34
Por: Alex Sander Xexéu - Portal Imbiara

Secretário Juliano César fala sobre os problemas do Distrito Industrial de Araxá

Nossa reportagem já registrou problemas na estrutura, limpeza e descarte do lixo

Juliano César é secretário de Desenvolvimento Econômico, Inovação e Tecnologia. Foto: Reprodução Rádio Imbiara

O secretário Municipal de Desenvolvimento Econômico, Inovação e Turismo Juliano César disse sobre os problemas estruturais e de manutenção que o Distrito Industrial de Araxá possui, durante enttrevista nesta terça-feira (21), ao programa Imbiara Notícias, da Rádio Imbiara 91,5 FM. 

Como já registrado pela reportagem do Grupo Imbiara de Comunicação, o Distrito Industrial abriga 28 empresas com a circulação de duas mil pessoas; há problemas de limpeza, organização do trânsito, iluminação pública e transporte público. A área da cidade também sofre com picos de energia devido à instabilidade de abastecimento. As empresas sofrem com danos em motores das máquinas e na produção das indústrias.

Você pode ler a matéria aqui. 

Ao ser questionado sobre esses problemas, o secretário Juliano César disse que é necessário realizar um projeto com diversas frentes. “O Distrito Industrial germina o desenvolvimento econômico da cidade e Araxá não pode ser diferente. As gestões anteriores não se preocuparam em fazer melhorias naquele espaço. O que nós temos que fazer no Distrito é um projeto de lei para retirada daquele lixo de Resíduos de Construção Civil. A partir daí nós vamos fazer outros projetos”, explica Juliano César. 

O problema mais evidente do espaço é o chamado “bota fora", uma área onde acontece o descarte irregular de Resíduos da Construção Civil (RCC). O Portal Imbiara também já publicou uma matéria sobre esse assunto. Acesse aqui. 

Juliano César explica que o trabalho da empresa contratada para retirada do lixo ainda não começou. Essa ação vai começar quando uma reunião com as partes interessadas for marcada e começar uma nova gestão do descarte dos resíduos. 

“A empresa está apta a funcionar. Ainda falta o start do poder público com os envolvidos e caçambeiros que geram lixo na cidade.O Ministério Público também está trabalhando nisso. Pois nós sabemos que aquilo é ilegal. A partir de uma nova reunião nós vamos fazer uma nova gestão desse RCC - Resíduos de Construção Civil”, explicou Juliano César. 

Questionado sobre os prazos de manutenção como reformas de ponto de ônibus, iluminação e serviços de urbanização, o secretário afirmou o seguinte. "Não vamos demorar mais. Temos que esperar a resposta do Estado também. Mas como vai acontecer essa duplicação das vias, acredito nós vamos fazer o trabalho logo após", explica o secretário.