BEM BRASIL
BEM BRASIL
estacio
estacio
Postado em: 03/08/2022 - 15:45 Última atualização: 04/08/2022 - 13:23
Por: Alex Sander Xexéu - Portal Imbiara

Orçamento da Prefeitura de Araxá é discutido em audiência pública nesta quarta-feira (3)

O secretário Municipal de Governo, Rick Paranhos, explica a participação da população

A reunião de audiência pública aconteceu na manhã desta quarta-feira (03). Foto: Natália Fernandes

Na manhã desta quarta-feira (3), estiveram reunidos representantes da comunidade araxaense para oferecer sugestões ao Plano Orçamentário Anual  (LOA) de Araxá. A partir disso, foram feitas sugestões conjuntas e qual a peça vai ser levada à Câmara de Vereadores.  A reunião aconteceu às 10h, no auditório do Centro Administrativo. As sugestões são referentes a arrecadação da cidade e como esse dinheiro vai ser usado.

Durante a audiência também estava presente o prefeito Robson Magela. De acordo com as informações a arrecadação anual do Município para o ano é de R$ 720 milhões e uma média mensal de R$ 60 milhões. A participação da comunidade levou a sugestões de como o dinheiro será empregado no investimento em saúde, obras, terceiro setor e todas as classes. 

A Lei Orçamentária Anual (LOA) é uma lei elaborada pelo Poder Executivo que estabelece as despesas e as receitas que serão realizadas no próximo ano. A Lei Orçamentária Anual é a ferramenta legal onde se estima as receitas e fixa as despesas do Poder Público para um determinado exercício.

Secretário Municipal de Governo, Rick Paranhos. Foto: Reprodução Imbiara 

 “Essa é a primeira vez na história que o Executivo faz essa audiência para conversar com a população, antes de mandar para a Câmara. Normalmente, as discussões eram feitas só lá. Agora nós estamos inaugurando um novo modelo de discutir aqui com a população como a lei manda”, explica Rick Paranhos. 

“Hoje como está determinada a publicação que foi feita na imprensa. Até o fim do dia, o que foi encaminhado por e-mail será entregue ao secretário da Fazenda, que vai chamar o secretário que foi responsável pela pasta e pela emenda que foi sugerida, para encaixar isso, na peça orçamentária que vai para a Câmara Municipal”, explica Paranhos,  sobre a participação das pessoas por meio das sugestões enviadas por e-mail.