BEM BRASIL
BEM BRASIL
estacio
estacio
Postado em: 04/08/2022 - 14:10 Última atualização: 04/08/2022 - 16:21
Por: Alex Sander Xexéu / Natália Fernandes - Portal Imbiara

Queimadas e incêndios aumentam entre os meses de agosto e setembro em Araxá

Capitão Augusto, do Corpo de Bombeiros de Araxá, explica sobre esse período de incêndios

Queimadas na cidade. Fotos: Corpo de Bombeiros/Divulgação

Os meses de agosto e setembro são propensos a queimadas e incêndios, devido ao tempo seco e também pela falta de chuvas. 

O capitão Augusto, do Corpo de Bombeiros de Araxá, explica sobre esse período onde são registradas grande quantidade de queimadas na cidade. “Infelizmente, nesses meses a gente tem uma combinação muito prejudicial para os incêndios florestais. Altas temperaturas, a umidade relativa do ar muito baixa. E tudo isso colabora para os incêndios florestais. Na maioria das vezes, a gente sabe que esses incêndios são provocados pelo ser humano, que coloca fogo na vegetação seca”, explica Augusto. 

Ainda de acordo com informações do capitão Augusto, nos meses de maio, junho e julho tiveran poucos focos de incêndios. E que mais incêndios começaram a ser registrados a partir do final de julho e começo de agosto. 

Capitão Augusto do Corpo de Bombeiros em Araxá conversou com a equipe de reportagem do Grupo Imbiara. Foto: Natália Fernandes 

O Corpo de Bombeiros pede à população para que não seja feito incêndios florestais, já que essa prática é prevista como lei e se configura como crime. 

Capitão Augusto ainda disse que queimadas provocam a poluição do ar, afetando a vida de humanos e animais, além de oferecer risco de vida para pessoas próximas a incêndios. 

As pessoas que precisam de atendimento para apagar incêndios devem ligar no 193. As pessoas também podem denunciar pessoas que fazem queimadas no número 193 e 190, da Polícia Militar.