BEM BRASIL
BEM BRASIL
Postado em: 06/04/2021 - 17:04 Última atualização: 07/04/2021 - 12:34
Por: Natália Fernandes - Portal Imbiara

Militares da 2ª Companhia do Corpo de Bombeiros em Araxá recebem vacina contra a Covid-19

Cerca de 30 militares que compõem a corporação no município receberam a primeira dose da vacina Astrazeneca após serem inseridos no grupo dos trabalhadores da saúde

Bombeiros de Araxá receberam a primeira dose da vacina Astrazeneca. Foto: Bombeiros/Portal Imbiara

Araxá não possui o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) que é responsável pelo recolhimento de pacientes em situação de emergência e serviço essencial em momento de pandemia para atendimento às vitimas da Covid-19.  Este serviço tem sido prestado diretamente pelos militares da 2ª Companhia do Corpo de Bombeiros, até mesmo no transporte e socorro às pessoas com sintomas do Coronavírus.

Em entrevista, o tenente Marcelo Teixeira explicou que os bombeiros não estavam inseridos no plano de imunização do município, mas após verificar a orientação do estado para vacinar profissionais que trabalham no SAMU, como um dos grupos prioritários e validar a realização desse atendimento pela corporação, o governo de Minas autorizou a vacinação dos bombeiros como profissionais de saúde em cidades que não possuem o serviço, por se tratarem de profissionais que estão na linha de frente do atendimento de pacientes com a Covid.

“De posse dessas informações e como o Corpo de Bombeiros faz esse serviço que seria do SAMU aqui em Araxá, com mais de 120 ocorrências atendidas até o momento de pacientes com suspeita ou com a Covid constatada, fizemos um oficio para a secretária Municipal de saúde onde foi inserido o Corpo de Bombeiros de Minas Gerais no plano de imunização. Há cerca de 10 dias os bombeiros receberam a primeira dose da vacina Astrazeneca e daqui a 3 meses a gente espera receber a segunda dose para estarmos enfim imunizados ”, explica o tenente.

Em Araxá, foram cerca de 30 militares do corpo de bombeiros vacinados. O tenente destaca a importância da imunização para atuação da corporação na linha de frente, para a efetivação do trabalho de urgência e emergência durante a pandemia.

“Nós gostaríamos de lembrar que o Corpo de Bombeiros está na linha de frente não só da pandemia, como de qualquer outra tragédia que envolva a população. Por isso, entendemos que deveríamos correr atrás para serem imunizados esses militares, sob a pena de não ter o serviço continuado do Corpo de Bombeiros”, finaliza Marcelo Teixeira.

Em resposta ao Portal Imbiara, a Prefeitura de Araxá confirmou a inserção dos militares no plano de imunização, e informou ainda que outro grupo já vacinado foi o dos policiais que trabalham no Instituto Médico Legal (IML), seguindo a nota técnica da Secretaria de Saúde do Estado, de que esses policiais são considerados profissionais de saúde, pois trabalham na remoção de corpos e análise dos óbitos.

Ouça a entrevista com Marcelo Teixeira.