BEM BRASIL
BEM BRASIL
PRÊMIO
PRÊMIO
Postado em: 11/06/2021 - 17:10 Última atualização: 14/06/2021 - 08:26
Por: Natália Fernandes - Portal Imbiara

Paciente com Covid-19 morre após ser transferida de Araxá para Caratinga por falta de leitos de UTI

A mulher de 39 anos morreu e a informação foi confirmada pelo secretário de Saúde de Caratinga

Resgate aéreo do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais. Foto: Arquivo Portal

Após sofrer complicações da Covid-19, uma mulher de 39 anos que residia no bairro São Francisco, em Araxá, foi transferida na última quarta-feira (9) da Unidade de Pronto Atendimento (UPA), para o município de Caratinga, no Vale do Rio Doce, que fica a 656 km de distância. Porém, devido ao estado grave de saúde, ela morreu nessa quinta-feira (10).

Segundo as informações repassadas pelos familiares da paciente, não havia leitos de UTI disponíveis e, por isso, foi realizada a transferência de emergência. O boletim epidemiólogico da Covid-19 em Araxá divulgado na quarta-feira (9) registrou a ocupação de 100% dos leitos de UTI. 

A informação sobre a transfêrencia da paciente foi confirmada pelo secretário de Saúde de Caratinga, Erick Gonçalves, que informou que até o momento este foi o primeiro caso de transferência de pacientes de Araxá para o município. “Foi somente uma paciente, e que veio a óbito nesta quinta-feira (10), uma mulher residente de Araxá”, disse o secretário.

Em entrevista concedida pela secretária de Saúde de Araxá, Lorena de Pinho, à Rádio Imbiara, nesta quinta-feira (10), sobre a possibilidade de transferência de pacientes de Araxá para a cidade de Caratinga era uma possibilidade ainda descartada pela pasta. “A conversa já foi feita com eles (Secretaria de Saúde do Estado) mas não queremos ter que passar para esse ponto”, disse Lorena de Pinho.

Em nota, a Prefeitura de Araxá informou nesta sexta-feira (11) que houve a transferência de uma paciente com Covid-19, por meio de transporte aéreo, para o hospital de Caratinga, cidade localizada no Vale do Rio Doce.

O transporte foi realizado pelo Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais, que tem prestado apoio à Secretaria de Estado de Saúde durante a pandemia em várias cidades de Minas Gerais.