BEM BRASIL
BEM BRASIL
UDIKAR
UDIKAR
Postado em: 14/01/2022 - 11:58 Última atualização: 14/01/2022 - 13:20
Por: Bruna Isabella Silva – Portal Imbiara

Araxá recebe na próxima semana 520 doses para iniciar a vacinação das crianças

Imunização de crianças entre 5 e 11 anos no primeiro momento, segundo o governo, será para portadores de comorbidades

Vacina contra a Covid-19 sendo iniciada a aplicação nas crianças no chile Foto: Agência Brasil

A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) começou a distribuir, na tarde desta sexta-feira (14), 110 mil doses de vacina contra a covid-19 da Pfizer. Os imunizantes chegaram pela manhã ao Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, em Confins.

 Este é o 78.º lote entregue pelo Ministério da Saúde ao estado e se destina à administração de primeira dose (D1) em 5,91% de crianças de 5 a 11 anos.

A distribuição para as Unidades Regionais de Saúde tem início pela capital Belo Horizonte. A previsão é que até a segunda-feira (17) todas as regionais já tenham recebido os imunizantes.

A Regional de Uberaba informou ao Portal Imbiara que irá receber as doses no sábado (15) e deverá iniciar a distribuição para os 27 municípios da macrorregião, momento que Araxá deve receber, na segunda-feira (17).

No primeiro momento a vacinação, segundo o governo Federal, terá prioridade para as crianças indígenas, com comorbidades, com distúrbios de desenvolvimento, diagnosticados de síndrome de Down e autismo, conforme a chegada de novas doses vão se estendendo a outros públicos dessa faixa etária.

O universo de crianças de 5 a 11 anos em Minas é da ordem de 1,8 milhão. A expectativa é a de que todas elas recebam a primeira dose do imunizante até o final de março. “Espero que pais e responsáveis levem as crianças para vacinar contra a covid. Não há nenhuma dúvida em relação à segurança da vacina e não haverá nenhuma categoria de documento obrigatório, como prescrição médica”, alertou  o secretário de Estado de Saúde, o médico Fábio Baccheretti

Segundo as informações da Nota Técnica do Ministério da Saúde a vacinação infantil deverá seguir alguns critérios:

A vacinação das crianças nessa faixa etária seja iniciada pelos municípios após treinamento completo das equipes de saúde que farão a aplicação da vacina.

A vacina Covid-19 para as crianças não poderão ser administrada de forma concomitante a outras vacinas do calendário infantil, por precaução, sendo recomendado um intervalo de 15 dias.

As crianças deverão ser acolhidas e permaneçam no local em que a vacinação ocorrer por pelo menos 20 minutos após a aplicação, facilitando que sejam observadas durante esse breve período.

Que os profissionais de saúde, antes de aplicarem a vacina, informem ao responsável que acompanha a criança sobre os principais sintomas locais esperados (por exemplo, dor, inchaço, vermelhidão no local da injeção) e sistêmico (por exemplo, febre, fadiga, dor de cabeça, calafrios, mialgia, artralgia) outras reações após vacinação, como linfadenopatia axilar localizada no mesmo lado do braço vacinado foi observada após vacinação com vacinas de mRNA COVID-19.

As crianças que completarem 12 anos entre a primeira e a segunda dose, permaneçam com a dose pediátrica da vacina Comirnaty.

Distribuição das vacinas contra a Covid-19 para as crianças na Macroregião de Uberaba: