BEM BRASIL
BEM BRASIL
Postado em: 12/05/2022 - 13:38 Última atualização: 12/05/2022 - 15:33
Por: Alex Sander Xexéu - Portal Imbiara

Araxá têm pouca procura de idosos com mais de 60 anos pela 4ª dose da vacina contra a Covid-19

O mesmo acontece nas campanhas de vacinação contra a gripe e sarampo

Vacinação de idosos contra a Covid-19 em Araxá. Foto: Prefeitura de Araxá/Divulgação

Na manhã desta quinta-feira(12), a coordenadora de vacinação da Secretaria de Saúde de Araxá, Érica Fonseca, concedeu entrevista ao programa Imbiara Notícias, da rádio Imbiara 91,5 FM.  A coordenadora informou que a procura pela quarta dose da vascina co tra a Covid-19 pelos idosos com mais de 60 anos ainda é muito baixa. 

De acordo com Fonseca, Araxá possui cerca de quatro mil idosos de 60 a 64 anos aptos a tomar a quarta dose do imunizante. Os números são os mesmos entre os idosos de 65 a 69 anos, cerca de quatro mil. De acordo com as informações de Érica Fonseca, foram vacinados nesta faixa etária cerca de mil idosos. 

Ampliando os números, Érica Fonseca disse da situação dos idosos com mais de 60 anos de modo geral. “Nós temos um número alto de idosos com mais de 60 anos. O município possui cerca de 14 mil idosos nessa faixa etária. Até o momento, de acordo com os dados do dia de ontem, foram aplicadas 4.299 doses”, explicou Fonseca. 

“Acho que depois que as pessoas observaram que parou de usar máscara, que os casos diminuíram. Elas esqueceram que a doença pode voltar. Nós temos que ter a memória imunológica. É muito importante que as pessoas tomem as doses de reforço. O Covid ainda não acabou”, explica Érica Fonseca, em relação à não procura pelo reforço dos imunizantes. 

A coordenadora de vacinação em Araxá Érica Fonseca concedeu entrevista ao programa Imbiara Notícias na manhã desta quinta-feira (12). Foto: Reprodução Portal Imbiara

Campanha de Influenza e Sarampo também apresenta baixa procura

As campanhas de vacinação contra a gripe e sarampo iniciaram no mês de abril e, de acordo com Érica Fonseca, a procura pela imunização também é baixa. Mesmo com a ampliação de oferta da vacina da gripe para professores, gestantes e trabalhadores do transport,e muitas pessoas não foram se vacinar. Os pais e responsáveis também estão demorando para levar as crianças contra o sarampo. Érica Fonseca lembra que as campanhas vão até o dia 3 junho.