bem brasil
bem brasil
top uai
top uai
Postado em: 09/07/2024 - 17:28 Última atualização: 10/07/2024 - 11:00
Por: Caio César - Portal Imbiara

Avante: PC de Araxá apreende R$ 4 mil, celulares, motos e outros materiais em operação contra grupo do PCC

A operação foi realizada em Araxá e Ibiá, no Alto Paranaíba, além de Uberlândia, no Triângulo Mineiro

Viaturas da Polícia Civil, em Araxá, uma das cidades atingidas com a operação. Foto: Caio César/Portal Imbiara

A megaoperação deflagrada pela Polícia Civil do Estado de Minas Gerais (PCMG) e intitulada “Avante” teve uma nova atualização dos trabalhos realizados desde as primeiras horas da manhã de terça-feira (9) em Araxá e Ibiá, no Alto Paranaíba, além de Uberlândia, no Triângulo Mineiro. Dentre os materiais apreendidos com o grupo criminoso do Primeiro Comando da Capital (PCC) estão cerca de R$ 4 mil e dois carros, sendo um deles uma Mercedes Benz, considerado de alto valor.

Além desses materiais, também foram apreendidos 23 telefones celulares, 3 motocicletas, 14 munições .40, 70g de maconha, 30g de cocaína, 8 máquinas de cartão, balanças digitais e materiais utilizados para embalar a droga em operação que contou com o apoio aéreo do helicóptero da Polícia Civil, de Belo Horizonte. 

De acordo com as informações da Polícia Civil, foram cumpridos 22 mandados de prisão preventiva na cidade de Araxá, três em Uberlândia e um no município de Ibiá. “Foram cumpridos, no total, 28 mandados de busca e apreensão e realizadas três prisões em flagrante delito, totalizando 20 indivíduos presos cautelarmente. As investigações apontaram a existência de células de uma organização criminosa estabelecidas nas cidades de Araxá, Uberlândia e Ibiá, às quais é atribuída a prática do crime de tráfico de drogas em larga escala e de crimes patrimoniais diversos”, destaca a nota da PCMG.

Essa operação que combate a prática do crime organizado nas regiões do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba contou com a participação de 115 policiais civis, entre delegados, investigadores e escrivães de Uberaba, Araxá, Nova Ponte, Santa Juliana, Conquista, Sacramento, Campos Altos, Ibiá e Uberlândia.

Mais de 115 policiais trabalharam nessa operação e se reuniram no estacionamento do Estádio Fausto Alvim, em Araxá. Foto: Caio César/Portal Imbiara

Em Araxá, quem ficou à frente das investigações foi o delegado Vinícius Ramalho. Durante entrevista coletiva concedida à imprensa nesta terça-feira (9), o policial civil destacou que a organização criminosa tinha fomento maior do tráfico de drogas e crimes registrados pela Polícia Civil na cidade de Araxá e outros municípios, assim se configurando como um trabalho regionalizado.

"Essa organização atuava de modo regionalizado, cada um tinha uma função diferente. Uma das funções era repassar informações de interesse para a organização criminosa; havia um indivíduo responsável por obter informações para repassar aos superiores. Todos eles estavam envolvidos com o tráfico de drogas que alimenta e fomenta a organização criminosa. Havia também a função de cadastramento, de cooptar novos membros para a organização criminosa e formalizar a entrada de novos integrantes do grupo. São várias funções", esclarece Ramalho.

A Polícia Civil informou que o delegado Vinícius Ramalho concederá mais uma entrevista coletiva nesta quarta-feira (10), às 10h, na 2ª Delegacia Regional de Polícia Civil, para trazer mais informações sobre essa operação. Inicialmente, foi anunciado que essa coletiva seria na tarde de hoje, mas os trabalhos investigativos seguem ocorrendo e inviabilizaram o momento.

Leia mais: 

Operação Avante: Célula do PCC é alvo da Polícia Civil em Araxá e cidades da região

Polícia Civil prende 17 pessoas na "Operação Avante" em Araxá e região nesta terça (9)