BEM BRASIL
BEM BRASIL
UDIKAR
UDIKAR
Postado em: 06/10/2021 - 14:39 Última atualização: 07/10/2021 - 10:21
Por: Bruna Isabella Silva – Portal Imbiara

Polícia Militar dá dicas para que a população se previna do golpe do WhatsApp

Os golpes que utilizam da rede social pode ser aplicado de diversas maneiras

Os criminosos durante aplicação do golpe apelam para o lado afetivo é preciso ficar atento Foto: Agência Brasil

O golpe do WhatsApp clonado vem sendo praticado por criminosos simulando o contato de lojas ou de sites de anúncios. Os golpistas tentam roubar a conta o mensageiro solicitando um "código de verificação" do WhatsApp, que é enviado via SMS para o usuário. Com esses dígitos em mãos, os criminosos ativam a conta em outro telefone e mandam mensagens para familiares e amigos da vítima, solicitando dinheiro ou resgate do WhatsApp roubado. Para proteger o mensageiro, a principal solução é ativar a autenticação de dois fatores no app.

No entanto, esse golpe evoluiu e agora os criminosos conseguem burlar a dupla autenticação do mensageiro. O 37º Batalhão da Polícia Militar divulgou, nesta quarta-feira (6), dicas para a população se prevenir.

Caso um amigo ou parente lhe solicite dinheiro emprestado pelo whatsapp, ligue ou entre em contato pessoalmente com o amigo/parente antes de fazer qualquer tipo de depósito ou transferência.

Cuidado ao comprar pela internet. Verifique se o vendedor ou site possui qualificação de outros clientes antes de fechar qualquer negócio. No site E-bit você consegue verificar se um site é confiável ou não.

Os golpistas fazem ofertas tentadoras para atrair as vítimas e aplicar golpes. Evite fazer, empréstimos, financiamentos e outras transações bancárias pelo WhatsApp. Procure o site oficial do banco ou financeira e, caso seja transferido para atendimento via WhatsApp, desconfie! Se possível, procure uma agência pessoalmente.

Cuidado com ligações de números. Não diga seu nome ao atender telefones desconhecidos, nem repasse dados pessoais. Golpistas ligam e se passam por funcionários de empresas, órgãos do governo, entre outros para aplicar golpes.

Jamais clique em links recebidos de desconhecidos. Os golpistas geralmente enviam um link no telefone da vítima e pedem que acesse. Muitas vezes são links de sorteios ou promoções falsas. Ao clicar no link, você “abre as portas” para que os golpistas consigam acessar seus dados e clonar aplicativos como WhatsApp e outros.

Jamais repasse códigos recebidos por sms (mensagem de texto). Estes códigos, quando repassados aos golpistas, dão acesso aos seus dados e aplicativos.