BEM BRASIL
BEM BRASIL
t zeus 30
t zeus 30
Postado em: 02/06/2021 - 11:06 Última atualização: 02/06/2021 - 11:31
Por: Felipe Madeira - Portal Imbiara

Fundação Calmon Barreto vai criar lei de incentivo cultural municipal em Araxá

O projeto deverá beneficiar artistas de diversos setores culturais da cidade com o valor de R$ 250 mil em forma de premiação

(Foto: Divulgação Fundação Cultural)

A Fundação Cultural Calmon Barreto vai premiar artistas e setores culturais de Araxá. Segundo adiantado pela presidente da autarquia, Cynthia Verçosa, o projeto prevê a distribuição de uma verba de R$ 250 mil para artistas da cidade, de acordo com portfólio artístico produzido nos últimos dois anos. O benefício será colocado em prática por meio da criação de lei municipal de incentivo cultural.

Com o mesmo nome da fundação, a Lei Municipal Calmon Barreto ainda está em fase de composição. O projeto deverá ser enviado por parte da prefeitura à Câmara Municipal, onde a mesma deverá ser apreciada e votada pelos parlamentares da casa Legislativa. A previsão é que o edital seja publicado e os artistas da cidade sejam contemplados até julho deste ano.

“Será dividido em categorias. Nós temos categorias solo, dupla e grupos em todos os segmentos como a dança, música, artes plásticas, artesanato, fotografia, audiovisual, cultura popular, congado, moçambique, capoeira e folia de reis. Vai ser um projeto que vai contemplar todos os segmentos artísticos em forma de premiação, mas é muito importante que estas pessoas estejam cadastradas no sistema municipal”, explica Cynthia Verçosa.

Cynthia Verçosa explica sobre a necessidade do cadastro para contemplar artitas da cidade com incentivos municipais e federais. Foto: Felipe Madeira/Portal Imbiara

O Cadastro Municipal de Cultura fica disponível no site da fundação (www.fundacaocalmonbarreto.mg.gov.br). Com o intuito de ter um maior alcance, este banco de dados está sendo aprimorado pela atual administração. Levantamento realizado na última terça-feira (1º), registrou 543 cadastros já feitos. No entanto, mapeamento realizado no Teatro Municipal conseguiu levantar dados de mais de 1.400 artistas da cidade. Verçosa explica que para serem contemplados por programas de incentivo estes artistas devem formalizar seu cadastro no site. 

Sem a possibilidade de promoção de eventos com público, o setor cultural segue praticamente suspenso por mais de um ano. Este cadastro foi criado no decorrer de 2020 e possibilitou a adesão de artistas da cidade à Lei de Incentivo Federal Aldir Blanc. Na oportunidade, 24 projetos foram financiados com o valor de R$ 272.911. Ao todo, foram designados para uso no município o valor de R$749.878,70. O valor remanescente poderá ser utilizado numa segunda fase de aplicação desta verba.