udikar
Postado em: 02/04/2020 - 16:28 Última atualização: 02/04/2020 - 17:09
Por: Fernanda Marques-Portal Imbiara

Dezenove laboratórios são habilitados para testes de coronavírus em Minas

Com a ampliação da rede serão processadas 1.800 amostras por dia

Foto: SESMG/Divulgação

O Governo de Minas Gerais vai ampliar a rede de testes para o novo coronavírus. Único laboratório público em Minas Gerais, a Fundação Ezequiel Dias (Funed) publicou nesta quinta-feira (2) a habilitação de 19 laboratórios aptos a realizar o diagnóstico para identificação da Covid-19. Com a ampliação da ede, a Funed prevê que serão processadas, por dia, 1.800 amostras, o que irá subsidiar a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) na tomada de decisões e no monitoramento efetivo da circulação do vírus.

Para o vice-presidente da Funed, Rodrigo Leite, a ampliação da rede de laboratórios é um ganho não somente para o governo como para toda a sociedade. “Com uma maior celeridade no diagnóstico dos exames, é possível, por exemplo, tomar decisões em tempo oportuno, que venham contribuir para mitigar os efeitos da pandemia em nosso estado”, reforçou.

A partir desta quinta-feira (2), os exames também serão realizados em Viçosa e Rio Paranaíba, pela Universidade Federal de Viçosa (UFV); em Diamantina, pela Universidade Federal do Vale do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM); em Montes Claros, pela Unimontes; em Ipatinga, pelo Hospital Márcio Cunha, da Fundação São Francisco Xavier; em Sete Lagoas, pelo Laboratório Santa Lúcia; em Lagoa Santa, pelo Loci Genética Laboratorial; e em Pedro Leopoldo, pelo Ministério da Agricultura, Abastecimento e Pecuária (Mapa).

Em Belo Horizonte, além da Funed, os exames também serão realizados pelos laboratórios da Fundação Hemominas, daFioCruz Minas, da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), do São Marcos Saúde e Medicina Diagnóstica e do Simile Instituto de Imunologia Aplicada.

O método para a realização dos exames será o RT-PCR, que identifica o material genético,no caso o RNA do vírus presente na amostra.Essa técnica é a indicada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e é baseada no princípio da reação em cadeia da polimerase (PCR) para identificar o material genético dos vírus.

Habilitação dos laboratórios

Entre os dias 23 e 26 de março, a Funed abriu inscrições para os laboratórios interessados em fazer parte da RedeLab Covid-19. Pelo menos 120 laboratórios se cadastraram e, desses, 47 encaminharam o checklist obrigatório para avaliação. Após a avaliação da documentação encaminhada, 19 laboratórios foram considerados aptos a ingressarem na rede. Esses laboratórios apresentaram atendimento mínimo aos requisitos da RDC 302 de 2005, nível de biossegurança NB2 e capacidade técnica e operacional para executar exames de RT-PCR em tempo real

Até a próxima terça-feira (7) será encaminhado o Termo de Compromisso que deverá ser assinado, digitalizado e encaminhado via e-mail para a Funed até a próxima quinta-feira (9).

Laboratórios parceiros e colaboradores

A Funed habilitou os laboratórios em duas categorias, que são os parceiros e os colaboradores. “Os parceiros trabalharão de forma integrada com os laboratórios da Fundação, com fluxo contínuo de insumos, reagentes, equipamentos, processos e de profissionais, ou seja, serão como uma extensão da própria Funed”, explicou Marluce Oliveira, diretora do Laboratório Central de Saúde Pública da Funed. Já os colaboradores, “terão mais autonomia e serão responsáveis por todas as fases do exame, desde o recebimento da amostra até a liberação do resultado no sistema”, complementou.

Confira quais são os laboratórios habilitados: