sicoob coocrez
sicoob coocrez
Postado em: 29/06/2020 - 16:19 Última atualização: 29/06/2020 - 16:30
Por: Fernanda Marques - Portal Imbiara

Cemig indica novas conexões de geração distribuída de energia solar

Ferramenta de inovação desenvolvida pela companhia é inédita no Brasil

A Cemig desenvolveu uma ferramenta online em seu portal para informar a disponibilidade de ligação para novas conexões de empreendimentos de energia solar (fotovoltaicos) de geração distribuída (GD). O Mapa de Disponibilidade de energia fotovoltaica é uma plataforma que indicará a capacidade da rede elétrica de uma região da área de concessão da empresa para receber novas cargas oriundas de minigerações, e é uma iniciativa da empresa juntamente com o governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais.

A criação da ferramenta é mais uma ação da Cemig no sentido de alavancar o crescimento das conexões de GD no estado, em atendimento a uma necessidade crescente de diversos potenciais novos clientes e do governo estadual em atender a esta demanda energética. Atualmente, Minas Gerais representa cerca de 20% das conexões de GD no Brasil, com mais de 40 mil unidades já conectadas à sua rede de distribuição.

A divulgação da nova ferramenta aconteceu nesta segunda-feira (29/06), na Cidade Administrativa e contou com a participação do governador de Minas Gerais, Romeu Zema, e do diretor presidente da Cemig, Reynaldo Passanezi.

De acordo com levantamento da Federação das indústrias de Minas Gerais (FIEMG), para cada gigawatt de energia instalado no estado, a estimativa é de que 18 mil empregos formais serão gerados e cerca de R$ 874 milhões serão incorporados ao PIB mineiro. Segundo a instituição, nos próximos três anos, 134 mil novos postos de trabalhos podem ser criados em Minas com investimento em energia renovável.

"A energia solar é muito importante para o futuro de Minas Gerais e podemos conquistar um importante crescimento econômico e  considerável volume de geração de empregos com esses investimentos. O crescimento e criação de empresas passa pela disponibilidade de energia e o governo de Minas Gerais e a Cemig estão no caminho certo", ressalta Romeu Zema.

O Mapa de Disponibilidade de energia fotovoltaica é uma solução pioneira no setor elétrico brasileiro, conforme detalha Reynaldo Passanezi. O diretor-presidente da Cemig destaca ainda que Minas Gerais possui grande potencial na energia solar e atualmente é líder desse mercado, com quase 8 mil conexões na rede elétrica da companhia.

"A Cemig fez diversas pesquisas entre distribuidoras do Brasil e não há nada parecido. Essa ferramenta mostra o compromisso e a seriedade que a distribuidora tem para atender os seus clientes. Além de mostrar toda disponibilidade que temos em nossa área de concessão, a ferramenta ainda fornece uma estimativa de custo da obra que o cliente precisará para conectar o seu empreendimento à rede da Cemig", explica.

Tecnologia Cemig

O Mapa de Disponibilidade de energia fotovoltaica Cemig foi desenvolvido pelo técnico de Planejamento Murilo Mendes Maia, da Cemig, com objetivo de aumentar a transparência e agilidade do processo de consulta de acesso de cargas e minigeracão. Dessa forma, o sistema pretende reduzir o prazo atual de 60 dias para apenas poucos cliques, além de possibilitar aos clientes localizar pontos com maior viabilidade técnica, menor custo e prazo para conexão.

"Com o crescimento da geração distribuída nos últimos anos, a Cemig precisou se adequar a essa demanda. Como o processo requer muitos estudos e análises, criamos o Mapa de Disponibilidade de energia fotovoltaica para otimizar nossos processos e viabilizar a conexão desses empreendimentos. Além da facilidade na obtenção da informação, a ferramenta irá aumentar a transparência e agilidade nos estudos, além de direcionar os empreendedores para locais viáveis, com melhor aproveitamento dos ativos e redução de investimentos no sistema elétrico, o que consequentemente contribui para a modicidade tarifária", afirma.

O Mapa de Disponibilidade de energia fotovoltaica contempla todas as mais de 400 subestações da Cemig no estado, além de indicar as instalações que estão sendo implantadas. A ferramenta classificará em quatro cores as subestações, de acordo com a disponibilidade de cada uma:

Verde – Há disponibilidade para atendimento;

Amarela - Disponibilidade está limitada ou condicionada a uma obra estruturante;

Vermelha - A capacidade de atendimento está 100% comprometida;

Cinza - A subestação está planejada para construção.

A ferramenta tem o objetivo de aprimorar o acompanhamento das conexões, reduzir os prazos de execução de obras e identificar a situação de cada ponto de conexão.

Liderança em geração distribuída

A Cemig é a distribuidora com o maior número de unidades consumidoras com geração distribuída do país, com um total cerca de 40 mil unidades e uma potência instalada de quase 500 megawatts.

A geração distribuída permite que o consumidor produza a sua própria energia elétrica e envie o excedente para a rede de distribuição de sua região, podendo ser posteriormente compensada com o consumo de energia elétrica dessa mesma unidade consumidora ou de outra unidade consumidora de mesma titularidade (resolução Aneel nº 482/2012).  O Brasil está entre os países com o maior potencial de crescimento em energia solar, especialmente pelo fato de possuir um dos melhores índices de insolação do planeta.

Vale destacar também que a Cemig está com o maior plano de investimentos de sua história para a rede de distribuição, com investimentos de R$ 6,2 bilhões até 2022. 34% desse investimento serão aportados nas regiões Norte e Leste do estado, onde há o maior potencial solar de Minas Gerais e os empreendimentos de minigeração de energia fotovoltaica.